Cientistas identificam célula capaz de destruir diferentes tipos de câncer, como o de pulmão, pele, sangue, mama, osso, próstata, ovário, rim e colo de útero.

Os pesquisadores do País de Gales, no Reino Unido, encontraram um novo tipo da célula T, que é responsável pela defesa do organismo contra ameaças desconhecidas, como vírus ou bactérias.

Com potencialidades terapêuticas, ela suporta um receptor que age como um gancho que se agarra à maioria dos cânceres e, ao mesmo tempo, ignora as células saudáveis.

A descoberta foi acidental, mas aumenta a perspectiva de se criar uma terapia universal no combate ao câncer.

A ideia seria extrair uma amostra de sangue do paciente em tratamento e modificar as células T geneticamente, para que possam reconhecer e atacar as células cancerosas.

De acordo com a BBC, os cientistas afirmam que as pesquisas estão no estágio inicial e ainda longe de se tornarem um tratamento real.