Prazo para que empresas façam a adesão ao Simples Nacional, para 2020, termina no próximo dia 31.

Inclusive para aquelas 500 mil que foram excluídas do sistema, no ano passado, por conta de irregularidades ou dívidas, e regularizaram a situação.

A adesão deve ser feita pela internet, no site www.receita.fazenda.gov.br.

Para as empresas que já fazem parte do Simples Nacional, a renovação é automática.

Nessa categoria, oito impostos municipais, estaduais e federais são unificados.

O que reduz a burocracia e pode representar uma economia de até 80 por cento para as pequenas empresas.

Para aderir ao Simples Nacional é preciso seguir alguns critérios. E o principal é estar dentro dos limites de faturamento.

Quatro milhões e 800 mil reais por ano para empresas; 360 mil para microempresas e 81 mil para os microempreendedores individuais.

No caso dos MEIs, a adesão ao Simples pode ser feita em qualquer data.

No geral, quanto menor é a empresa, maior é o benefício oferecido.