Diversos estudos têm apontado para as possíveis sequelas da Covid-19.

 

Já se sabe que além do pulmão, o vírus pode afetar o coração, os rins, o intestino, o sistema vascular e o cérebro.

 

Junto aos esforços para salvar as vidas das pessoas internadas em estado grave, especialistas alertam que é preciso pensar na reabilitação dos pacientes considerados recuperados.

 

Especialmente porque até o momento, os cientistas ainda desconhecem as possíveis consequências do vírus no médio e longo prazo, no organismo de quem foi infectado.

 

Reportagem do G1 mostrou o caso de pacientes que depois de recuperados de um quadro moderado de Covid-19, sentiram cansaço e queda na produtividade.

 

Os pesquisadores investigam se nos infectados que apresentaram formas mais graves da doença, as sequelas  podem ser permanentes e por que isso ocorre.

 

A Covid-19 já contaminou mais de 20 milhões de pessoas no mundo todo, das quais cerca de 750 mil morreram.

 

Somente no Brasil são mais de três milhões de infectados, com mais de cem mil mortos.

 

É importante que os cuidados de prevenção ao coronavírus sejam mantidos, principalmente por quem faz parte do grupo de risco.

 

Outra medida recomenda pelos especialistas é manter as doenças crônicas controladas, de acordo com os tratamentos indicados pelos médicos.