Brasil voltou a registrar alta nos índices de violência nos primeiros seis meses deste ano, após dois anos seguidos de queda nas estatísticas.

A região Nordeste liderou os números de mortes, e foi a que mais contribuiu para a elevação da taxa, que ficou em SEIS POR CENTO no primeiro semestre, na comparação com o período no ano passado.

As mortes violentas somaram 22 MIL 680 casos, contra 21 MIL 357 em 2019.
Foram MIL 323 homicídos a mais.

O levantamento do G-1 com dados oficias nos 26 estados e no Distrito Federal apontou para o aumento da violência mesmo com menos pessoas em circulação pelas ruas.

Pior. Em 2019 e 2018 hove recorde na queda de mortes por assassinato. No ano passado, foram 19 POR CENTO a menos, a menor taxa desde 2007, o início da medição pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Os números revelam um dado intrigante: o Nordeste, que mais reduziu a taxa nos últimos anos foi o que teve maior aumento neste.

Os assassinatos cresceram mais de 22 POR CENTO na região no semestre.

No geral, 17 estados registraram alta nos crimes com morte no período, mas houve queda em três regiões: Norte, Centro-oeste e Sudeste em relação ao ano passado.