Crianças podem transmitir a Covid-19 por semanas, mesmo que não apresentem nenhum sintoma da doença.

O alerta foi feito por duas pesquisadoras do Hospital Nacional Infantil de Washington, nos Estados Unidos.

As médicas Roberta DeBiasi e Meghan Delaney chegaram à conclusão após analisar os dados de 91 crianças, em hospitais sul-coreanos.

Elas esclarecem que diferentemente do que ocorre nos Estados Unidos, na Coreia do Sul quem testa positivo para coronavírus fica hospitalizado até se recuperar totalmente.

O estudo revelou que 22 por cento das crianças não desenvolveram sintomas durante o período em que estavam infectadas.

Outras 20 por cento permaneceram por um tempo assintomáticas e mais tarde tiveram sintomas de Covid-19.

Do total de crianças analisadas, 58 por cento apresentaram os sinais da doença a partir do primeiro teste positivo.

De acordo com a pesquisa, metade dos pacientes com sintomas continuou transmitindo o vírus até três semanas após o início da infecção.

O mesmo período de contágio foi verificado em um quinto das crianças infectadas que não apresentavam sinais da doença.

Em um estudo anterior, feito em Boston, pesquisadores norte-americanos já tinham identificado altas cargas de Covid-19 em pacientes mais jovens.