Quase 22 milhões de brasileiros fizeram algum tipo de teste pra Covid, até o mês de setembro. Cerca de 10 por cento da população.

 

E, entre eles, de cada 10, dois ou estavam com o coronavírus ou apresentaram anticorpos, ou seja, já tinham se contaminado lá atrás.

 

Os dados aparecem em uma pesquisa específica pra medir o impacto da pandemia na vida das pessoas, feita pelo IBGE.

 

Ela também revelou um número preocupante: quase 47 milhões de pessoas têm algum tipo de comorbidade e correm um risco maior de complicações, caso peguem Covid.

 

A mais citada foi a hipertensão, ou pressão alta, presente em 13 por cento dos brasileiros.

 

Quanto ao isolamento social, os números deixam claro que ele está em queda, mesmo com quase 160 mil mortes por Covid, no País.

 

Seis milhões e meio de pessoas não adotaram nenhuma medida, em setembro, dois milhões a mais que no mês anterior.

 

84 milhões reduziram o contato físico, mas foram pras ruas, 10 milhões a mais que em agosto.

 

Enquanto a maior parte da população, 85 milhões, saiu apenas em caso de necessidade. Em agosto, porém, eram 88 milhões.

 

Já o número de brasileiros em isolamento total despencou de 42 para 34 milhões.

 

Por fim, quanto aos estudantes, de um total de 46 milhões de pessoas que frequentam escolas ou faculdades, quase sete milhões não tiveram nenhum tipo de atividade, em setembro.