Semelhantes às clássicas peças decorativas de cristal murano, as contas de vidro tradicionais em pulseiras, brincos e colares feitos em Veneza, na Itália, se tornaram patrimônio imaterial da Unesco.

É um reconhecimento à arte de manusear o vidro e o fogo, e transformá-los em peças de adorno por meio de procedimentos e instrumentos artesanais.

Além disso, reflete um saber compartilhado que atravessa centenas de anos e tem reflexos sociais e culturais.

É a primeira vez que a arte da cidade de Veneza recebe reconhecimento mundial e entra na lista de patrimônio cultural.