Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem, vai se tornar totalmente digital até 2026.

A prova digital será aplicada pela primeira vez em janeiro para um grupo de candidatos e servirá como um teste preliminar.

Por causa da pandemia de Covid-19, pouco mais de 100 mil participantes optaram por não fazer o exame no formato em papel.

E a intenção do Ministério da Educação é a cada ano aumentar a quantidade de estudantes que farão a prova digital.

Um dos objetivos é reduzir os custos de impressão, mas será mantida uma infraestrutura para o uso dos computadores.

A mudança já tinha sido anunciada no primeiro semestre e foi reforçada esta semana pelo coordenador geral de Exames para Certificação do Inep, órgão responsável pelo Enem, Eduardo Sousa.

De acordo com a Agência Brasil, ele explicou que as discussões já ocorrem desde 2016 e que estrutura para a prova digital segue a mesma qualidade da aplicação em papel.

A correção vai utilizar a chamada teoria de resposta ao item, que garante que nenhum estudante seja beneficiado ou prejudicado pelo formato do exame escolhido.