Microeemprededores Individuais, os MEIs, vão pagar um pouco mais na contribuição mensal para o INSS, a partir de fevereiro.

 

O motivo é o aumento do salário mínimo para mil e 100 reais, promovido no início do ano pelo governo.

 

Com o isso, o empreendedor que pagava 52 reais e 25 centavos em 2020, passará a pagar 55 reais por mês, este ano.

 

A taxa se refere a janeiro e está incluída no Documento de Arrecacação do Simples Nacional, o DAS/MEI.

 

No documento também é cobrado o Imposto Sobre Circulação de Mercadorias, o ICMS, no valor de um real para empreendedores que exercem atividade ligada ao comércio ou à indústria.

 

Para quem é do ramo de serviços, são incluídos cinco reais referentes ao Imposto sobre Serviços, o ISS.

 

Empresas enquadradas em comércio e serviços recolhem os dois impostos.

 

Vale lembrar que a partir deste mês, o salário mínimo passou por uma correção e o valor subiu para mil 102 reais.

 

Por causa desse novo aumento, existe a possibilidade de um pequeno ajuste na taxa a ser paga pelo MEI em março.