Santa Catarina será o primeiro estado do país a adotar o CPF como número único de identificação do cidadão.

Projeto que define a inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas como número único para identificação dos brasileiros em documentos emitidos por órgãos públicos ou por conselhos profissionais foi aprovado no Senado em setembro.

Hoje, cada pessoa tem um número de RG conforme o seu estado em que o documento é emitido. Ou seja, uma mesma pessoa pode ter 27 números diferentes de RG, se emitir um documento em cada unidade da federação.

A ideia é que o CPF possa unificar os dados e facilitar o acesso a prontuários no SUS, nos serviços de assistência e previdência social e nos bancos de dados fiscais e tributários, por exemplo.

A novidade começa a valer em Santa Catarina a partir de 3 de novembro e a expectativa é que, paulatinamente, outros estados adotem o CPF como número único de identificação do cidadão.